Transporte público: Ah… se nos dessem ouvidos

58 / 100 SEO Score

As dificuldades de atendimento da população de cidades de pequeno e médio porte com serviços de transporte de qualidade podem ser atenuadas com a disponibilidade de micro-ônibus, alternativa mais barata, mais confortável e mais ágil que os ônibus tradicionais. Mas só isso não resolveria a questão de transporte coletivo para os moradores nos pequenos municípios, seria também necessário implementar uma nova forma de administrar todo este serviço, passando pelo processo de concorrência que sinalizaria ao mercado a intenção de querer a participação de diversas empresas, todas de pequeno porte que concorreriam por linhas ou trechos de serviços. Como o sistema de micro-ônibus já foi testado em grandes capitais brasileiras como Brasília e Rio de Janeiro, não trariam tantas novidades ao gestor, mas a participação de inúmeras empresas de pequeno porte sim. A sugestão é do presidente da Federação das Micro e Pequenas Empresas de Rondônia Leonardo Sobral que diz “o serviço deveria ser direcionado para pequenos empresários, por meio de regras transparentes, com limite de linhas por empresa e que sejam intercaladas as rotas mais rentáveis com as de menor rentabilidade. Ele considera que Porto Velho conta com empresários experientes para “tocar” esse novo negócio, gerando renda e novos empregos no município, pois é conhecida a grande capacidade das pequenas empresas de criação de postos de trabalho e uma melhor distribuição de renda, com agilidade de adaptação às novas regras de mercado, e melhor, sem a necessidade de grandes investimentos, e complementa “a medida poderia alavancar os pequenos negócios, com a criação de inúmeras vagas de emprego”.

Compartilhe: