SIMPI facilita processo para obter linhas de créditos especiais com o BANCO DO POVO

63 / 100 SEO Score

Em tempos de pandemia, a realidade de muita gente mudou. Para o microempreendedor, a parte financeira sentiu seus impactos. O presidente do SIMPI  de Mato Grosso, João Carlos Laino, foi em busca de uma experiencia de crédito exitosa, para trazer ao conhecimento dos microempreendedores  deste estado, na esperança de inspirar o governo estadual a tomar iniciativas de baixo custo e risco, capazes de transformar a realidade atual e implementar novas politicas de desenvolvimento para os pequenos negócios em geral, tanto na cidade como no campo.

Em Rondônia, também estado da Amazônia Legal, o Banco do Povo em parceria com o Governo, através da Superintendência de desenvolvimento (SEDI), está oferecendo linhas de créditos especiais para empreendedores de pequenos negócios com o objetivo de auxiliar as empresas no enfrentamento dos impactos financeiros do novo coronavírus. E com esse cenário, o SIMPI (Sindicato da Micro e Pequena Indústria de Rondônia) abraçou a ideia de facilitar processos burocráticos para os associados. Como funciona? O SIMPI em parceria com o Banco do Povo aperfeiçoou os atendimentos. Todo o procedimento de análise de crédito é feito online. Os sócios recebem todas as orientações online, assim como os formulários e lista de documentos. Eles preenchem e enviam ao SIMPI. O SIMPI, como ponte, envia esses documentos ao Banco do Povo para análise e processamento de dados. Caso o associado seja aprovado ou não, o banco entra em contato direto com ele e explica os motivos (caso não seja aprovado) e o que deve ser feito. O presidente do Banco do Povo em Rondônia, Manoel Serra, comenta que “Estamos vivenciando um momento muito difícil para todos os empreendedores, do formal até o informal. Essas ações do Governo de Rondônia irão amenizar e muito nesse momento”. O presidente do SIMPI de Rondônia, Leonardo Sobral, explica que nesse cenário, facilitar os processos é de extrema importância. “Eu penso que a gente tem por obrigação facilitar a vida do sócio, e por isso o SIMPI oferece diversos serviços para desburocratizar esses passos que precisam ser dados. É preciso ser ainda mais atencioso nesse período de pandemia”, completa.

A microempreendedora de Vilhena, July Ana Zarate, que está no mercado há três anos, diz que essa atitude do SIMPI foi como uma ‘mão na roda’, e que proporcionou muita facilidade nesse período de pandemia. “Eu estou gostando muito da facilidade que o SIMPI está proporcionando, pois nessa época de pandemia não podemos nos mobilizar, então ajuda muito. Nesse momento a maior vantagem é poder fazer tudo do conforto de casa, sem nos arriscarmos demais. Eu vim embora pra Vilhena, e achei que ia ficar desamparada, mas o tempo todo eu sempre fui muito bem atendida. E agora nessa época da pandemia, sem comparação, porque não tenho condição de sair daqui para ir para Porto Velho. Está sendo muito bom”, diz ela.

Esta lançada a semente, se a terra for fértil frutificará.

Compartilhe: