Programa “Brasil Mais” quer os pequenos produzindo mais e melhor 

65 / 100 SEO Score

No Brasil, as micros, pequenas empresas são uma parcela representativa da economia. Com a finalidade de aumentar a eficiência dessas empresas, e ampliar a produtividade e a competitividade do País, o Governo Federal lançou o programa Brasil Mais. A ação vai beneficiar 200 mil empreendimentos da indústria, comércio e serviços de todo o Brasil, até 2022, a partir da capacitação e apresentação de novas tecnologias. A iniciativa é para melhorar a produtividade da mão de obra brasileira, a competitividade das empresas, e com isso obter uma gestão mais eficiente, reduzir desperdício e custo. O programa conta com a parceria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Brasileiro de Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Os órgãos vão oferecer uma metodologia de gestão por meio de indicadores, ou seja, mostrar aos empresários o que eles precisam fazer para melhorar a produção, e terá como objetivo especifico o aumento da participação dos pequenos negócios no Produto Interno Bruto (PIB), de 27% para 40%. Para participar do programa, as empresas devem se cadastrar por meio do portal gov.br/brasilmais, responder a um questionário que vai avaliar o grau de maturidade, produtividade e de gestão, e as empresas pagarão na fase 1 do eixo de Melhores Práticas Produtivas, uma taxa de R$ 2,4 mil, que é o custo de 16 horas de consultoria individual. Na fase da digitalização, a contrapartida das empresas será de R$ 6 mil, correspondentes a 40 horas de consultoria. No eixo de Melhores Práticas Gerenciais, o atendimento, prestado pelo Sebrae, terá como contrapartida das empresas cerca de R$ 1.200, podendo variar de acordo com o tipo de consultoria necessário para cada empresa.

Compartilhe: