Agronegócio é um dos menos impactados na pandemia do coronavírus

Agronegócio
62 / 100 SEO Score

Enquanto indústria e comércio tiveram diversas perdas no país durante a pandemia, o agronegócio conseguiu obter resultados positivos no período. A categoria reúne desde as pesquisas de sementes e insumos, passando pela agricultura nas propriedades rurais, e chegando até as exportadoras, onde o resultado recente é expressivo.

Dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) mostram que as exportações brasileiras no agronegócio tiveram recorde no acumulado de janeiro a maio de 2020 e fecharam em US$ 42 bilhões, o maior valor já registrado para os primeiros cinco meses do ano. O resultado representou uma alta de 7,9% em comparação a 2019.

Em entrevista ao programa de TV “A Hora e a Vez da Pequena Empresa”, o secretário estadual de Agricultura, Gustavo Junqueira, disse que o que ajudou no estado de São Paulo foi tornar a agricultura um serviço essencial. “Este foi um momento importante que conseguiu organizar o sistema do agro para que não houvesse ruptura das cadeias”, afirmou.

Os números do agronegócio brasileiro nos últimos meses são positivos, mas a avaliação precisa ser aprofundada para entender como a pandemia e o isolamento social impactou no dia a dia do agricultor. Quando você tem a chegada da pandemia, fecha restaurantes, o que acontece? Esse grande consumo de queijos reduz drasticamente. O produtor que se especializou em leite sólido fica sem um destino. A demanda nos supermercados se altera e há uma corrida para comprar o leite em caixinha, que é um alimento fundamental que pode ser guardado. Mas aponta ainda outro desafio que repercute nacionalmente. “O que temos aqui é a necessidade de aberturas de novos mercados sempre. Até agora, o agro brasileiro tem sido comprado e não necessariamente tem sido vendido. Esse é o próximo passo, onde a diplomacia brasileira e a produção precisam andar de mãos dadas porque são negociações que precisam ser feitas com países amigos e a longo prazo.

Compartilhe: