MEI: SEBRAE VAI SER FIADOR PARA EMPREENDEDORES PEGAREM EMPRÉSTIMO

67 / 100

Com a crise provocada pela pandemia do coronavírus, diversas empresas vem enfrentando problemas de caixa, em especial quem é MEI. Dificuldades, especialmente, para honrar com seus compromissos, principalmente com os salários.

Apesar de o governo ter anunciado uma linha de crédito emergencial, voltada a ajudar pequenas e médias empresas, cerca de 60% dos empreendedores não estão conseguindo contratar o empréstimo junto aos bancos. Seus pedidos vêm sendo negados, segundo levantamento do Sebrae.
De acordo com o Banco Central, por conta da crise, existe um risco maior de inadimplência e, assim, o mercado financeiro fica reticente na aprovação de linhas de empréstimos.
Desse modo, como forma de ajudar as micro e pequenas empresas, onde se encaixam os que estão classificados como MEI (Microempreendedor Individual), o Sebrae informou que vai fortalecer o seu fundo de aval (funcionando como um avalista dos empreendedores) para assim, possibilitar um aumento das operações de crédito. Saiba mais a respeito.

Fonte: Sebrae

Compartilhe: