NOTÍCIA

Fim do auxilio emergencial, um problema para ser resolvido por todos 

Fim do auxilio emergencial: um problema para ser resolvido por todos 

De acordo com dados do Portal da Transparência, cerca de 53,9 milhões de brasileiros devem ficar sem renda para sobreviver em meio à pandemia. Sabemos que grande parte destas pessoas tinha uma renda mínima e com muita dificuldade tocaram a vida, com a esperança de que tudo melhorasse. Mas uma grande maioria não tem para onde correr, e vão ter muitas dificuldades, pois a pandemia permanece.

Como consequência pelo nº muito grande de empreendedores no programa, podemos ter em curto prazo a quebra da cadeia produtiva e o desabastecimento.

Com o problema agravado, é necessário que as entidades representativas, as instituições de Estado, autarquias e empresas de grande porte se mobilizem para ajudar esses empreendedores. A situação é terrível, temos de um lado o estado brasileiro sem recursos, e de outro uma oposição política bastante selvagem, fatores que podem provocar situação de caos e violência com invasão de casas e supermercados. Para isso os setores produtivos que puderem fazer algo, devem se organizar e ajudar o Brasil, ou se sacrificando e contratando mais pessoas, ou vendendo produtos com mais prazo para comercialização, ou se organizando em fundações para arrecadação e distribuição de alimentos para os MEI’s e seus funcionários, seja pela assistência social ou pelos órgãos de apoio e também de fomento.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn