NOTÍCIA

Agronegócio resiste ao impacto da pandemia

Agronegócio resiste ao impacto da pandemia

A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus atingiu diversos setores da economia nacional. No entanto, o agronegócio foi um dos poucos que resistiu a esse impacto negativo, tanto que as exportações realizadas pelo setor este ano correspondem a mais de 40% do total embarcado pelo país.

Em entrevista ao programa “A Hora e a Vez da Pequena Empresa”, o presidente do Conselho Diretor da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcello Brito, explicou como o setor está contribuindo para a recuperação econômica do país.

Brito revelou que as projeções do setor indicam uma safra ainda maior em 2021. “O agronegócio tem um grande volume de exportação, e mesmo com todos esses graves problemas que ocorreram ao longo deste ano, 2021 promete ser melhor que 2020”, completou.

Entre os fatores que contribuíram para o sucesso do setor, o presidente da Abag destacou o câmbio: “Como a maioria dos custos da produção é feito em moeda corrente, naturalmente a valorização do câmbio em termos do dólar contribuiu com a exportação”.

No entanto, Brito fez uma ressalva ao comentar sobre os desafios do agronegócio na esfera ambiental. Ele afirmou que por conta de uma pequena parcela do setor, que ainda possui ligação com o desmatamento ilegal, a imagem do agronegócio pode vir a ser impactada de forma negativa.

Para ele é necessário uma série de ações conjuntas para combater ações como a grilagem de terras e os garimpos ilegais, e impedir que o cenário se agrave no futuro. Brito disse que não depende apenas do Poder Público, mas também da sociedade.

“Precisamos mostrar a potência agroambiental que o Brasil se tornou. Mostrar que temos leis, que essas leis estão sendo aplicadas. Nós precisamos reagir. E não podemos apenas nos chocar com as imagens. Os governos só se movimentam quando a sociedade cobra”, emendou.

Segundo o presidente da Abag, caso a imagem do Brasil seja impactada por conta das questões ambientais no exterior, a exportação pode ser prejudicada e trazer prejuízos não apenas para o agronegócio, mas como para todos os demais setores da economia nacional.

Assista:     https://youtu.be/dF2c3b3v1jMhttps://www.youtube.com/watch?v=zRvRr1UjQoU&t=283s

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn