NOTÍCIA

O Brasil e a pandemia econômica – Pesquisa Datafolha

SIMPI/Datafolha: Brasil e a pandemia econômica

Levantamento feito pelo Datafolha, sob encomenda do SIMPI (Sindicato da Micro e Pequena Indústria), no final de novembro revela que a pandemia afetou as micro e pequenas indústrias.

E mostra o pessimismo com o final deste ano, pois para 46% das empresas do setor, a tendência é de piora nos negócios na comparação com o mesmo período de 2019. Em relação ao levantamento anterior, houve um aumento do pessimismo. Na pesquisa realizada 15 dias antes da atual, 41% das companhias projetavam uma piora dos negócios em relação a 2019.

Aparece novamente a falta de credito, insumos e matéria prima

Na pesquisa ainda mostra, que os empresários do setor ainda reclamam de falta de crédito e do aumento do custo da matéria-prima e dos insumos. De acordo com a pesquisa:

78% das empresas afirmaram que têm acesso a crédito, e apenas 13% estão com capital de giro novo. 91% das companhias sentiram aumento de preço de matérias-primas. Ainda de acordo com a pesquisa, 77% das micro e pequenas indústrias sofrem com falta de matéria prima; 70% recebem insumos com atraso e 91% com preços mais altos.

Nossos clientes estão falindo

Outro dado da pesquisa SIMPI/Datafolha, revela que 41% dos pequenos industriais viram seus clientes falindo ou entrando em recuperação judicial. Esse número tem crescido semanalmente. Em junho, eram 42%.

Quebra das cadeias produtivas

Para o presidente do SIMPI-SP, Joseph Couri, os dados revelados pela pesquisa indicam quebra das cadeias produtivas e risco de desabastecimento. Grandes empresas também têm sofrido com esses efeitos da pandemia, como as montadoras de automóveis, que devem frear a produção pela falta de peças.

Rafael Cagnin, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial, diz que houve grandes cortes de produção no início da crise, quando havia maior incerteza sobre os efeitos da pandemia. Os estoques das empresas diminuíram, e elas ainda não produzem no ritmo necessário para repô-los.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn