NOTÍCIA

2021 difícil para a economia 

2021 difícil para a economia 

Para o economista Alexandre Chaia, o cenário será pessimista em 2021. “O Banco Central manteve a Selic em 2%, porém, há expectativa de elevação dos juros. Qualquer movimento errado do governo pode refletir na alta do dólar e, consequentemente, na alta dos juros”, explica. Segundo Chaia, para o próximo ano, a inflação estimada é de 3,5%, tendo como agravante o desemprego, fim do auxílio emergencial e baixa produção. “A economia deve voltar a crescer no segundo semestre”, avalia.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn